quinta-feira, 26 de outubro de 2017

PROFESSOR PEDRO CHAVES DETONA GERAL EM CAMETÁ

Após ter sido hostilizado no porto de Cametá, o Professor Pedro Chaves mantém seu pocionamento e detona geral, leia o texto na integra.



Texto Enviado

Como pode um cristão ser socialista? Acaso não sabeis que nesta filosofia não há lugar para Deus.  

Há poucos dias encontrei algumas pessoas que vinham ao meu encontro bastante hostis e agressivas no porto de Cametá, a intolerância foi tamanha contra minha pessoa cometida de palavras como de “Racista” e outros me chamando de "fascista", perguntei a eles se eles sabiam o que era o fascismo, pois já havia visto muitos daqueles jovens em Cametá, era o mesmo grupo  que nas redes sociais defendem a tolerância, liberdade e o respeito, vi quanto era perigoso ser contrario a um grupo radical e violento, esse grupo infelizmente se diziam cristãos socialistas, por saberem que também eu sou um religioso. Não me envergonho de tal posicionamento, a religião é de foro privado, não pensem que todos os filósofos necessariamente precisam ser um marxista ou ateu.

Gostaria de expor meu humilde pensamento aos tais “cristãos” socialistas começando com um texto: 

"O Estado pode e deve seguir em frente até à abolição da religião, até à aniquilação da religião."
MARX, KARL HEINRICH. Zur Judenfrage (Sobre a Questão Judia)(Agosto – Dezembro de 1843), in : Marx und Engels Werk (Obra de Marx e Engels), Berlim : Dietz, Vol. 1, pp. 357, 367 e s.

È de pesar, mas muitos “cristãos socialistas” não sabe o que é o socialismo. Suas ideias sobre o socialismo são daquele nível de criancinha “panema” boba. Muitos nunca leram Marx, nem Engels, nem outros socialistas de renome. Então eu entendi por que esses cristãos se dizem socialistas. Está explicado. Eles só conhecem apenas uma caricatura do socialismo, não o socialismo verdadeiro. 

Muitos estudantes que se dizem cristãos socialistas, tragicamente, nunca leu a obra de Engels, A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado, onde ele bombardeia simplesmente aquela que é à base de toda a fé cristã – a família. Um cristão que é contra a família não é cristão de jeito nenhum – é um infiltrado ou um ignorante.

Se muitos estudassem ou se informassem melhor, ou lessem Marx e os autores socialistas, conheceria o socialismo verdadeiro e sentiria uma enorme vergonha por um dia ter dito que Cristianismo e socialismo são compatíveis. Mas citarei algumas paginas e livros para esse “irmãos cristão” pesquisassem, pois não precisam necessariamente acreditarem em mim.

“Eu tenho ódio a todos os deuses! "
MARX, KARL HEINRICH, "Engels, marxisme", Paris. E. S. I, 1935.p.250.

“A luta contra a religião implica a luta contra o mundo do qual a religião é o aroma espiritual”.
MARX, KARL HEINRICH, “Der Kampf gegen die Religion ist also mittelbar der Kampf gegen jene Welt, deren geistigen Aroma die Religion est”. cf. G. M. M. Cottier, op. cit. p.162.

“O marxismo é o materialismo. Por este título ele é tão implacavelmente hostil à religião, quanto o materialismo dos enciclopedistas do século XVIII ou o materialismo de Feuerbach”.
LENIN, VLADIMIR ILITCH ULIANOV, Marx, Engels, marxisme, op. cit.,p.250.

“Devemos combater a religião. Isto é o a-b-c de todo o materialismo e, portanto, do marxismo”.
LENIN, VLADIMIR ILITCH ULIANOV, Sur le rapport du parti ouvrier à la religion, Pss.vol.17.p.418.

“A nossa propaganda compreende necessariamente a difusão do ateísmo”.
LENIN, VLADIMIR ILITCH ULIANOV, De la religion.p.8.

“O comunismo começa onde começa o ateísmo”
MARX, Karl. Terceiro Manuscrito econômico e filosófico, XXXIX , V

“A lei, a moral, a religião são preconceitos burgueses, atrás dos quais se ocultam outros tantos interesses burgueses.”
MARX, Karl. Manifesto comunista, p. 36

“O comunismo, porém, abole as verdades eternas, abole a religião e a moral”
MARX, Karl. Manifesto comunista. p. 44

Eles também nunca devem ter lido o grande pai Lenin:

“A religião é uma das formas de opressão espiritual em todos os lugares e pesa fortemente sobre o povo, sobrecarregado pelo seu perpétuo trabalho para outros, .... A impotência das classes exploradas em sua luta contra os exploradores, inevitavelmente também dá origem à crença de uma vida melhor após a morte, assim como a impotência do selvagem na sua batalha com a natureza dá origem a crença em deuses, demônios, milagres, e similares. Aqueles que trabalham são ensinados pela religião a serem submisso e paciente enquanto aqui na terra, e ter conforto na esperança de uma recompensa celestial. Mas aqueles que vivem do trabalho dos outros são ensinados pela religião a praticar a caridade, enquanto na terra, ... para o bem-estar no céu. A religião é o ópio do povo. A religião é uma espécie de bebida espiritual, na qual os escravos do capital afogam a sua imagem humana na sua procura por uma vida mais digna do homem.” Vladimir Ilyich Lenin, Socialism and Religion Found at: http://www.marxists.org/archive/lenin/works/1905/dec/03.htm

Não esquecendo de Marx ter chamado a religião de uma “droga”, e não, ele não estava falando do sistema religioso, mas do próprio Cristianismo, da fé cristã em si, daquilo que até os desigrejados cristãos creem, que até ele mesmo (o “socialista cristão”) crê.

È lamentável ver católicos e evangélicos idolatrando o socialismo, mal sabem os pobres irmãos ou nem devem fazer a mínima ideia de como vivem os que comungam da mesma fé nos regimes atualmente socialistas – Cuba e Coreia do Norte.

Muitos portanto podem alegar o livro de Atos para defender tal posição, mas é inconsistente a afirmação hermenêutica do texto bíblico.

Atos 2.44-45: “Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. Vendiam suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade”.

O contexto é claro: por causa da fé comum que esses convertidos tinham em Cristo (ver versículos 41-43), eles estavam unidos em seu objetivo de espalhar a nova fé entre outros. Entretanto, sabemos, a partir do contexto anterior (At 2.5-11) que muitos dos novos convertidos estavam visitando Jerusalém, vindos de muitos outros países. Portanto, a fim de proporcionar apoio para as necessidades físicas dos que eram de outras localidades enquanto estes estavam sendo instruídos na nova fé, o grupo todo cooperava para ajudar a pagar pelas necessidades deles. A afirmação de que os crentes “tinham tudo em comum” significa que muitos deram suas propriedades privadas para a causa de sustentar a nova congregação.

Não existe sequer uma sombra de socialismo no livro de Atos pelos seguintes motivos: primeiro, se o socialismo estivesse em Atos, não poderia ter havido nenhuma propriedade privada porque a posse de todas as propriedades pelo governo está no coração do socialismo. Onde é que, em Atos, o governo estava envolvido, exceto na tentativa de suprimir a pregação do Evangelho?

Acredito que o socialismo possui grandes verdades, mas vejo que muitas delas não passam de utopias, ao chegar a este ponto tenho, ironicamente, que concordar tanto com um comunista (verdadeiro) quanto com um capitalista. Concordo com o comunista ateu Leon Tolstoi, quando ele disse que “o Cristianismo, em seu verdadeiro significado, destroi o Estado [comunista]”, e concordo também com o capitalista evangélico Martin Luther King, quando ele disse que “o comunismo existe hoje porque o Cristianismo não está sendo suficientemente cristão”.

Muitos poderam usar outro argumento de que o cristianismo matou mais do que qualquer outra religião, isso é outra falácia, pois a  a “Encyclopaedia of Wars”, compilada por C. Phillips e A. Axelrod, contabiliza todas as guerras existentes desde 2325 a.C até hoje. São 1763 guerras. Destas, apenas 6% tem alguma motivação religiosa. Destes 6%, apenas metade envolvem cristãos (3%). E destes 3%, muitas vezes a religião atuou como causa secundária ou plano de fundo para algo maior que não a própria religião (como vimos anteriormente), o que abaixaria mais ainda este quantitativo que já é insignificante pelo todo.


Em contraste a isso, Vox Day, autor do livro “The Irrational Atheist”, constatou que 52 líderes ateus do século passado massacraram nada a menos que 148 milhões de seres humanos. Isso significa, em suas palavras, “três vezes mais do que todos os seres humanos mortos em guerras nacionais, guerras civis e crime individual durante todo o século vinte combinado”. Pense nisso antes de vomitar besteiras sobre a religião ser a causadora das guerras na terra e a raiz de todos os males. Não vomite ignorância.

Como pode um cristão defender uma filosofia que não há lugar para Deus? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Miner

ASSOCIADA AO AÇAÍ, DOENÇAS DE CHAGAS AVANÇA NO BAIXO TOCANTINS

O Pará concentra metade dos registros de doença de chagas no Brasil; No Baixo Tocantins cidades como Limoeiro do Ajuru, Cametá e Oeira...