terça-feira, 26 de setembro de 2017

VEREADORES DE CAMETÁ LANÇAM NOTA DE REPÚDIO AO (SEI) DE JATENE


Os vereadores do município de Cametá manifestaram nota de repúdio à implantação ao Sistema de Educação Interativa (SEI), projeto do então Governador Simão Jatene (PSDB), que visa colocar vídeo aulas para os alunos das ilhas, quilombolas e vilas do município de Cametá.

O projeto entrará em vigor ano que vêm em todo Estado do Pará, segundo a publicação do Diário Oficial do Estado do Pará (DOE) do dia 08 de Setembro de 2017 (Sexta-Feira) a Prefeitura Municipal de Cametá firmou convenio de cooperação Técnica com o governo estadual que tem com objetivo parceria para implementação das vídeos aulas nas dependências das escolas do municípios nas localidades atendidas pelo SOME.

Os vereadores Ivan Tavares, Cleidinho Teles, Juniel dos Santos e o vereador Dionei são contra o SEI, pois a maioria do Legislativo entende que esse convênio não irá trazer benefícios para o município, pois ainda que o Estado tenha 18 milhões para aplicar o projeto no Pará, a modalidade está longe da realidade do povo ribeirinho, tendo em vista a ausência do professor em sala de aula; e a falta de segurança que os aparelhos serão submetidos nas localidades. O vereador Juniel dos Santos, presidente da Câmara Municipal que foi aluno do SOME, afirma que o Sistema Modular de Ensino (SOME) com toda a falta de estrutura do Estado, ainda atende as necessidades das localidades, pois os professores ficam na localidade e trabalham projetos, o presidente da câmara ressaltou ainda que cabe ao estado a fiscalização e o funcionamento do SOME nas localidades.

 “O Estado pra cobrar tem que fazer a lei do SOME ser cumprida, pois 90% das localidades atendida pelo Sistema Modular em Cametá não possui casa para os professores, portanto o Estado não pode cobrar o tal empenho dos profissionais.” Afirma Juniel.

Os vereadores aguardam a revogação do convenio com o município, o prefeito Waldoli Valente em reunião com os professores assegurou a revogação do convenio que assinou previamente com a SEDUC, sem as informações suficientemente para a implantação do referido projeto, pelo que as comunidades aguardam que o prefeito possa revogar o referido convenio assinado.

A Nota de Repúdio trata ainda de outros fatores relevantes, mais da metade da Câmara dos Vereadores de Cametá estão ao lado das comunidades atingidas pelo SEI, são esses os Vereadores relacionados abaixo que assinaram a nota de repúdio contra o governador Simão Jatene (PSDB) e contra ao SEI:

1.     Presidente da Câmara Ver. Juniel dos Santos (PR)
2.     Ver. Ivan Tavares (PCdoB)
3.     Ver. Cleidinho Teles (PT)
4.     Ver. João Batista (PDT)
5.     Ver. Zé Flávio (PT)
6.     Ver. Rosi (PT)
7.     Ver. Odimar Valente (DEM)
8.     Ver. Deca Camarinha (DEM)
9.     Ver. Enio Carvalho (PMN)
Ver. Dr. Dionei (PSC) 
Ver. Célio Vianna (PSDB)
Ver. Alvaro (PV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Miner

ASSOCIADA AO AÇAÍ, DOENÇAS DE CHAGAS AVANÇA NO BAIXO TOCANTINS

O Pará concentra metade dos registros de doença de chagas no Brasil; No Baixo Tocantins cidades como Limoeiro do Ajuru, Cametá e Oeira...