Pular para o conteúdo principal

CRISTOFOBIA É CRIME TAMBÉM

A Cristofobia é uma intolerância ao cristianismo ou aos cristãos. Em casos extremos esse tipo de intolerância torna-se uma perseguição. Sendo definida como um crime de ódio também que fere a liberdade e a dignidade humana, a perseguição religiosa é de extrema gravidade e costuma ser caracterizada pela ofensa, discriminação e até mesmo atos que atentam à vida de um determinado grupo que tem em comum certas crenças.
As liberdades de expressão e de culto são asseguradas pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e pela Constituição Federal. O artigo 208 do Código Penal prevê hoje multa ou detenção de um mês a um ano para quem escarnecer de alguém, por motivo religioso, ou perturbar cerimônia religiosa, "vilipendiar publicamente o ato ou objeto de culto religioso".

Em caso de violência, a pena é acrescida em um terço.



A religião e a crença de um ser humano não devem constituir barreiras a fraternais e melhores relações humanas. Todos devem ser respeitados e tratados de maneira igual perante a lei, independente da orientação religiosa.

Mas é muito comum muitos movimentos atacarem os cristãos e o que parece é que a paz esteja longe pra quem defende a liberdade e respeito.


É importante salientar que a crítica religiosa não é igual à intolerância religiosa. Os direitos de criticar dogmas e encaminhamentos de uma religião são assegurados pelas liberdades de opinião e expressão. Todavia, isso deve ser feito de forma que não haja desrespeito e ódio ao grupo religioso a que é direcionada a crítica. Como há muita influência religiosa na vida político-social brasileira, as críticas às religiões são comuns. Essas críticas são essenciais ao exercício de debate democrático e devem ser respeitadas em seus devidos termos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem Merenda Escolar, aluno desmaia de fome a 5 km de casa em Cametá.

Cerca de 50 crianças percorrem o trajeto das colônias do distrito da Vila do Carmo, todo dia, até a escola de Ponta de Terra; muitos saem de casa às 6h para poderem chegar depois de 1h de caminhada a escola, devido à falta de transporte escolar na região. Pais de alunos dizem que não há merenda desde o Junho do ano de 2017, antes só se ofereciam biscoitos devido não haver cozinha na escola que é improvisada, as salas funcionam dentro das dependências da Igreja Assembleia de Deus, a comunidade reclama do abandono e diz que seus filhos entram 7:30h e saem 9h devido a falta de merenda escolar. “Já pediram para nós R$ 5 todo mês como se fosse uma mensalidade, e já até nos disseram que temos que ter responsabilidades de mandar nossos filhos com merenda pra escola, mas como posso mandar se não temos pra comer, na época da farinha, mando mingau de farinha para meus filhos, gostaria que o secretario de educação viesse ver nossa escola” diz uma mãe de uma aluna que não gostaria que seu nome não…

ADEUS MESTRE: VIOLÊNCIA SEM CONTROLE NO BAIXO TOCANTINS

Mais um dia de terror no baixo Tocantins, depois do pânico ocorrido ontem (05) no Polo Universitário em Igarapé-Miri, onde assaltantes trocaram tiro com a Policia Militar em uma formatura de graduação.
Hoje mais uma tentativa de assalto na região, se divulgou que duas mortes num sítio próximo a Igarapé-Miri. Informações preliminares indicam que estaria sendo armada uma embosca para o Ruzol, dono do sítio que fica no Canal.
Mas infelizmente o professor Renato Silva Neto foi quem passou pelo local, acompanhado de outra pessoa que iria fazer um trabalho no sítio. Segundo fontes da Gazeta Miriense.
A vida do professor Renato Silva foi ceifada pela violência e pela incompetência do atual governador Simão Jatene, o professor era docente de educação física, sendo muito querido na comunidade acadêmica de Igarapé Miri e Cametá, a notícia de seu falecimento de modo trágico comoveu amigos de Cametá e de Igarapé-Miri.
A violência ceifou a vida do Professor Renato e quantos mais precisam morrer govern…

CAMETÁ: PROFESSOR É ASSALTADO NA RODOVIA SEM LEI, PA151.

Mais dois assaltos hoje na PA 151, mais dois de centenas só esse ano, os dois assaltos na PA 151 ocorreram pela tarde, o primeiro ocorreu no trecho Santa Maria do Icatú/Meruú. Segundo informações, Marivaldo ao se deparar com obstáculos colocados na estrada, debreou o carro, onde ao reduzir a velocidade, dois homens armados apareceram do mato com arma de fogo aparentemente caseira abordaram os passageiros e anunciou o assalto, o segundo aconteceu no trecho Ponte Igarapé-Miri/ Meruú onde um professor do município de Mocajuba foi assaltado, o professor estava em viagem para a capital com sua família, os meliantes anunciaram o assalto e levaram os pertences dos viajantes. O FOLHA já fez dezenas de denuncias que chegam por mail e whatsapp, mas nada aparentemente é feito pela inteligência da Policia Militar.  A rodovia Estadual PA 151 esta virando a rodovia vermelha, pois sem policiamento fica fácil cometer esse tipo de crime, a estrada precisa imediatamente de um posto da Policia Militar R…